sexta-feira, 19 de junho de 2015

Um oceano no fim do caminho {assim como Neil Gaiman já havia escrito}



Vivemos a pensar quanto tempo isso vai durar!
De um sopro a vida toma forma
e assim permanece até o último suspiro

Eu quero acreditar
que existe muito mais por trás de tudo isso
Eu luto diariamente
para que eu realmente acredite

O fim faz o papel contrário do que fomos criados para acreditar
Mas ele não é a única certeza {{{é rápido & silencioso}}}

O que vivemos, isso sim, é a única certeza
O que vemos, lemos, cremos
ou somos levados a crer

---

[Escrito em 14/04/15 - 22h48 - refletindo sobre uma das piores experiências que já vivi, a perda de um grande amigo, que de maneira silenciosa, rápida e incompreensível, fora arrancado de nossas vidas. Confesso que lembrei que ele sempre passava por aqui e que gostava dos meus textos... então por esse motivo resolvi transcrever essas palavras, que estavam em uma nota no meu celular e ancorá-las aqui.Essa é para você Leo! Essa noite sonhei com você, com a 'galera', que estava completa em meu sonho e só consigo pensar em uma coisa: Saudades!]

Um comentário:

Compartilhe comigo suas idéias! Comente.